A primeira visita à casa da rainha

Eu não imaginava que uma ida ao Palácio de Buckingham renderia tanto assunto. Depois de visitar o ponto turístico pela primeira vez, a Sofia passou horas comentando sobre “a casa da rainha”.

Guarda real

Ela se impressionou com a grandiosidade do lugar e adorou ver os guardas reais trocando de posição e marchando. Com o rostinho entre as grades dos portões, ela nos perguntava se a rainha, se alguma princesa ou príncipe estariam por trás daquelas cortinas.

Aquela pompa toda lembra muito as histórias infantis. Acho impossível observar os guardas da rainha e não achar graça daquele teatro todo.

Enfim, o passeio aconteceu meio que por acidente – nós estávamos indo encontrar uns amigos lá perto – mas valeu a pena. Chegando em casa, aproveitamos pra mostrar pra Sofia algumas fotos da família real britânica e um vídeo da troca da guarda.

Ontem foi anunciado que a rainha Elizabeth II irá aparecer num dos episódios do desenho animado Peppa Pig (A Porquinha Peppa). A porquinha vai visitar o Palácio de Buckingham e as duas vão pular em poças de lama, atividade predileta da família da Peppa.

O programa, a ser exibido no mês que vem, busca envolver as crianças nas atividades do Jubileu de Diamante, que marca 60 anos da rainha no poder. Esta será a primeira vez que um personagem humano aparece na série de televisão.

Rainha e turma da Peppa Pig pulando numa poça de lama

Leia também: London Eye com crianças e A maior loja de brinquedos do mundo

A imaginação nas brincadeiras

Não precisa muita coisa para criar uma cobra e uma coruja

A imaginação tem sido um ingrediente importante nas brincadeiras da Sofia nos últimos tempos. É divertido observar as ideias que ela tem e entrar nas viagens dela.

Esses dias eu abri um iogurte e parte do rótulo ficou grudada no pote. Foi o suficiente pra ela enxergar a carinha de uma menina a partir das sementes de morango.

Depois que ela me mostrou os olhinhos e o nariz eu até consegui visualizar um rosto. Isso me remeteu às viagens de carro na minha infância, quando eu e a minha irmã ficávamos imaginando que os carros tinham rostos.

Tenho presenciado várias aventuras da Sofia, mesmo sem sair de casa. As brincadeiras estão ficando mais criativas, mais complexas.

O sofá da sala muitas vezes é um ônibus ou um trem. Qualquer pedaço de chão vira um vasto gramado ou um oceano num passe de mágica. E objetos, utensílios em geral, até mesmo dinheiro, surgem nas mãos dela sempre que ela imita o som de um clique. Já vi ela fazer o papel de mãe, de filha, de professora, de médica, de bombeira, sem falar dos animais que ela imita.

Tem um programa de televisão que às vezes assistimos chamado Show me show me que explora bastante a criatividade e o mundo do faz de conta. Foi de lá que copiamos a ideia de fazer os animais da foto.

Leia também: Coisas simples da vida

Waybuloo e Tinga Tinga, desenhos animados da TV inglesa

Seguindo a linha do meu post anterior, aqui vão dois desenhos animados que passam no canal CBeebies que eu acho interessantes.

Waybuloo se passa no mundo de Nara, uma terra cheia de alegria e amizade. Os habitantes, chamados Piplings, praticam Yogo, uma forma suave de exercício semelhante ao yoga. É super zen.

Tinga Tinga Tales (Contos de Tinga Tinga) é uma séria produzida entre o Quênia e o Reino Unido. As histórias são baseada em contos populares africanos. Adoro a estética do desenho. Achei esta versão em português:

Pra quem se interessar, tem vários episódios das duas séries no YouTube.

Veja também: Peppa Pig: o desenho animado favorito e Vendo e revendo o primeiro filme

Fumar atrás da porta não protege as crianças, diz nova campanha

Fumar mesmo atrás de uma porta ou janela não protege as crianças dos efeitos nocivos do cigarro, mostra o chocante comercial anti-tabagista lançado pelo governo britânico hoje.

O fumo passivo aumenta os riscos de doenças pulmonares, miningite e morte infantil súbita, também conhecida como morte do berço.

Cerca de dois milhões de crianças no Reino Unido são expostas à fumaça de cigarro em casa, e muitas mais são expostas fora de casa, de acordo com pesquisa do Royal College of Physicians. Isso resulta em mais de 300.000 consultas médicas de crianças a cada ano e 9.500 visitas a hospitais, o que custa ao sistema de saúde público 23 milhões de libras (R$ 67,2 milhões) por ano.

Uma pesquisa feita pelo departamento de saúde inglês involvendo 1.000 jovens indicou que 82% deles queriam que seus pais parassem de fumar na frente deles em casa e 78% gostariam que não fumassem mais no carro, diz matéria da BBC.

Leia também: O que pode e o que não pode fazer durante a gravidez

Dia das Mães na Inglaterra

Domingo que vem, dia 18, é Dia das Mães aqui no Reino Unido – Mother’s Day em inglês. Já faz semanas que o comércio está fazendo forte campanha, como vocês podem imaginar. Um dos comerciais que eu gosto é este da rede inglesa Debenhams:

Veja também: Dia das Mães inglêsComercial dá o que falar

Peppa Pig: o desenho animado favorito

Peppa Pig, ou A Porquinha Peppa, é o desenho animado preferido da Sofia já faz tempo. O cartoon britânico, que surgiu em 2004, é um sucesso entre as crianças pequenas na Inglaterra.

Pra quem não conhece, as histórias involvem atividades cotidianas em que sempre aparecem o George, irmão mais novo da Peppa, Mummy e Daddy Pig. Os amigos da família são mamíferos de outras espécies que, assim como eles, tem características humanas.

O episódio abaixo, em inglês, mostra eles brincando de esconde-esconde.

Veja também: Waybuloo e Tinga Tinga, desenhos animados da TV inglesa e Vendo e revendo o primeiro filme

Comercial dá o que falar

É impressionante como os comerciais de Natal sempre rendem assunto aqui no Reino Unido. Um dos mais esperados, da rede de lojas de departamento John Lewis, estreou ontem à noite e divide opiniões.

O vídeo apresenta um cover da música “Please, Please, Please let me get what I want” da banda inglesa The Smiths. Enquanto no Twitter muita gente admitiu ter se emocionado assistindo, uma legião de fãs reclamou porque o Morrissey, vocalista da banda que se dizia anti-capitalista nos anos 80, vendeu os direitos de seu trabalho.

O comercial quer passar a ideia de que dar presentes é tão bom quanto receber. Ele mostra um menino fazendo uma surpresa para os pais no dia de Natal. E o fato de se sugerir que crianças também precisem comprar presentes também desagradou algumas pessoas. Vejam por vocês mesmos:

Veja também: Comercial de Dia das Mães na Inglaterra