Tempo bom para estar grávida

Cheguei ontem no trabalho com um cabelão estilo Gal Costa nos anos 70

Eu vou ter um bebê no auge do verão e provavelmente não vou sofrer por causa do calor. Durante as férias na Espanha, quando eu dizia que o nascimento está previsto pra agosto, verão no hemisfério norte, as pessoas lamentavam por mim até descobrirem que eu moro em Londres.

Faz dias que está chuvoso e friozinho aqui. Na verdade, esta é mais uma primavera em os apresentadores de previsão do tempo usam bem mais a expressão “miserable weather” do que “glorious sunshine” (algo como tempo miserável e sol glorioso). Recentemente houve recorde de chuva e de vento e a estimativa é que o tempo permaneça instável nas próximas semanas.

Seu eu pudesse escolher, Londres  teria muito mais dias de sol e de temperaturas amenas, mas estou tentando enxergar alguma coisa positiva nesse tempo nublado que parece não ter fim. Espero estar enganada, mas se for como a minha gravidez anterior eu devo suar e me sentir inchada em poucas ocasiões.

A Sofia nasceu em setembro e lembro que quase não usamos um ventilador que compramos antecipando o calor que eu iria passar. Claro, eu sentia mais do que as outras pessoas por causa do meu barrigão e o metrô parecia um forno nos dias de temperaturas mais altas, mas isso não durou muito. Acabamos nos desfazendo do ventilador logo que chegou o outono pra liberar espaço na casa.

Anúncios

Desejando boa noite em plena luz do dia

Sol se põe depois das 21h no verão em Londres

Eu não canso de dizer o quanto adoro ter dias longos tanto na primavera quanto no verão em Londres, bem diferente daquela escuridão do outono e do inverno. Tem amanhecido logo depois das 5h e anoitecido pouco antes das 21h nesta época do ano.

No auge do verão londrino, o sol nasce precisamente às 04h43 e se põe às 21h21, de acordo com estimativas. É ótimo sair do trabalho no final da tarde e ainda ter horas de sol pela frente.

Eu só acho estranho colocar a Sofia na cama e desejar boa noite em plena luz do dia. Quando ela era bebezinha, ela costumava ir dormir lá pelas 19h e agora ela geralmente vai entre 20h e 20h30, às vezes um pouco mais tarde.

Quando o tempo está nublado até que não fica tão evidente o fato de que ainda é dia, mas quando tem sol às vezes ela me avisa que ainda não está escuro. Nos dois verões anteriores, não tivemos grandes problemas com isso. Apesar de tentar manter o quarto o mais escuro possível, nós não precisamos mudar a rotina em função da claridade.

Este ano, ela custou a pegar no sono algumas vezes e acordou mais cedo do que de costume alguns dias. Nós achamos que deve ser por causa da luz e por isso queremos reforçar ou então mesmo trocar as cortinas do quarto dela.

Vi que tem várias opções de cortinas blackout na internet. Vocês têm alguma sugestão?

Início de primavera em Londres

Este slideshow necessita de JavaScript.

Veja também: É primavera

É primavera

Hoje é o primeiro dia da tão esperada primavera. Eu não entendia o motivo de tal empolgação até vir morar em Londres. Hoje não tenho mais dúvidas.

Depois de meses de frio e escuridão, é um alívio ter mais horas de luz. Quando consigo sair sem casaco de inverno chego a me sentir mais leve, mais solta.

Hoje em dia aquelas músicas que falam do sol, do calor, da primavera, fazem muito mais sentido pra mim. Um exemplo é Here comes the sun dos Beatles.

Sempre curti as quatro estações. Adoro o impacto que elas têm nas nossas vidas. A gente muda o que veste, o que come, o que faz. Observando as pessoas nas ruas em Londres dá pra reparar que o humor, de maneira geral, é diferente.

Uma das coisas que eu gosto de fazer nesta época do ano são piqueniques em parques como Hampstead Heath, que já mencionei aqui.

Veja também: Início de primavera em Londres

Ar fresco (ou gelado)

Hampstead Heath na primavera

Eu admiro aqueles que conseguem passar um dia inteiro sem botar os pés na rua. Sempre fui meio inquieta e poucas vezes consegui ficar em casa por mais de 24 horas.

Agora então com a Sofia isso é impossível. Como quase todas as crianças, ela adora sair, faça chuva, faça sol ou faça neve. E eu acredito no “poder” do ar fresco.

Nada como dar uma espairecida pra organizar os pensamentos, quebrar o tédio ou acalmar os ânimos. Acho que isso vale pros pequenos e pros grandes. Sendo assim, pracinhas e parques são um dos nossos destinos favoritos aqui em Londres.

O lugar mais especial pra mim é Hampstead Heath, um parque enorme, de 320 hectares, cheio de trilhas, árvores centenárias, lagos e vastos gramados, perfeito para piqueniques quando o tempo permite. Ele fica no noroeste de Londres, a seis quilômetros do centro. Algumas cenas do filme Um Lugar Chamado Notting Hill foram filmadas no cenário acima.

O mesmo parque com o lago congelado