Formato da barriga: “É um menino?”

Eu já perdi as contas de quantas pessoas olharam para a minha barriga de grávida e afirmaram que estou esperando um menino. A justificativa é o formato: dizem que a barriga está pontuda em vez de larga. Eu acho a explicação um tanto vaga, mas entendo o que querem dizer.

Embora não haja fundamento científico, preciso admitir que acho curioso ver todo mundo adivinhar o sexo do bebê – isso se a pessoa que fez a ecografia estiver mesmo certa, né?

Não sei se é de tanto ouvir isso, mas estou começando a achar que desta vez a barriga está diferente, mesmo com o bebê na mesma posição que a Sofia estava nesta etapa final da gravidez.

Leia também: Semelhanças e diferenças entre a primeira e a segunda gravidez e A barriga na segunda gravidez

Anúncios

As cinco piores dicas para pais

Criança exausta: mais chances de xiliques

Eu já pedi muitos conselhos sobre maternidade, consultei livros, revistas, folhetos, sites e blogs a respeito de gestação, bebês e crianças. Tirei uma série de dúvidas e ainda tenho muito pra aprender.

Só que no meio disso tudo vieram muitas orientações que, pra mim, são inúteis, equivocadas ou então praticamente impossíveis de colocar em prática.

Ouvi várias opiniões desnecessárias desde que engravidei pela primeira vez. Aliás, acho que ouvir pitacos faz parte da maternidade. Como em outras áreas da vida, tento absorver só aquilo que me interessa.

Reuni aqui algumas pérolas. Junto vão as minhas respostas, mesmo que só em pensamento:

  1. “Não se esqueça de fazer movimentos circulares ao escovar os dentinhos do bebê”. Até hoje não consegui fazer isso.
  2. “Ela praticamente não dormiu durante o dia e dá pra ver que está exausta. Hoje à noite vai dormir super bem”. Não, provavelmente vai ter xiliques e uma noite agitada.
  3. “Ah, não faz mal dar um paracetamol no final da tarde. A criança fica calminha”. Claro, ela tá drogada.
  4. “Pra que sofrer de dor de parto? Faz uma cesariana”. Ahã, e se recuperar de uma cirurgia, ainda mais com um recém nascido, é tranquilo, né? Isso sem falar dos benefícios do parto normal.
  5. “Aproveite para dormir enquanto a criança tira uma soneca”. Não conheço uma mãe que não use pelo menos parte do “intervalo” para colocar seus afazeres em dia.

E vocês, quais foram os piores conselhos que já leram ou ouviram por aí?

Leia também: Encantadora de bebês e outros livros para pais