Mais trabalho e menos filhos

Taxa de natalidade caiu de 6,15 filhos por mulher em 1960 para 1,9 hoje

É interessante ver de fora o país onde eu nasci e cresci. Cada vez que volto ao Brasil, gosto de observar as mudanças, o estilo de vida das pessoas.

Já faz tempo que ser mãe deixou se ser a única prioridade entre a maioria das brasileiras. Conheço muitos casos de pessoas que preferem não ter filhos ou então planejam ter apenas um. Viva a diversidade!

Nessas últimas férias, vendo de perto um pouco da realidade brasileira, me lembrei muito de uma matéria do Washington Post sobre a queda da taxa de natalidade no Brasil. Aqui vai um resumo dos principais pontos, com tradução livre:

  • As taxas de natalidade caíram em muitas partes do mundo nas últimas décadas, mas algo particularmente notável aconteceu na América Latina, apesar de o aborto ser ilegal na região e da Igreja Católica se opor ao controle de natalidade.
  • A migração desenfreada para as cidades, o aumento da taxa de emprego entre as mulheres, melhores sistemas de saúde e os exemplos de famílias bem sucedidas e com poucos filhos retratadas em novelas têm contribuído para essa mudança demográfica que aconteceu muito rápido.
  • A taxa de natalidade no Brasil caiu de 6,15 filhos por mulher em 1960 para menos de 1,9 hoje. Na América Latina, o país só fica atrás de Cuba, que tem planejamento familiar bancado pelo governo e onde o aborto é legalizado. Os números referentes ao Brasil também são inferiores aos dos Estados Unidos, onde as mulheres têm em média 2 filhos.
  • A matéria cita vários casos de famílias que planejam não ter filhos ou então apenas um. Uma delas diz que tem como prioridade estudar e trabalhar. Outra conta que a presidente Dilma Rousseff, que tem apenas uma filha, serve de exemplo.
  • Um relatório do Center for Work-Life Policy, em Nova York, diz que 59% das brasileiras se consideram muito ambiciosas, percentagem maior do que nos Estados Unidos.

Leia também: Gravidez depois dos 30 ou 40 anos

Anúncios

5 respostas em “Mais trabalho e menos filhos

  1. Eu fujo dessa média, já que já tenho 3, mais é bem interessante como me olham, parece que sou de outro mundo, ainda mais quando afirmo que se pudesse teria mais um , amo ser mãe e se pudesse , só seria mãe, hoje trabalho em casa, para ficar mais tempo com eles, mais quero e vou precisar trabalhar fora daqui uns 2 anos.
    Bjks

  2. no começo pensava em ter 2filhos,mas a correria do meu dia a dia,me fez optar apenas por um.sou feliz e bem resolvida com essa opção. procuro estar presente em todos os momentos importantes da minha filha. talvez com 2 isso não fosse possível.

  3. Eu pretendo futuramente encontrar uma pessoa para ter uma relação e ter mais um filho, pois atualmente sou mãe solteira. Mas é fato hoje em dia é difícil conseguir ter dois filhos no brasil, o gasto com estudos e esportes está altíssimo mas como me criei em família grande pretendo dar um irmão para meu filho mesmo que isso signifique apertar os gastos e não dar a melhor escola para eles.

    tem selinho no blog para vc bjs

    http://maeefeliz.blogspot.com

  4. Pingback: Gravidez depois dos 30 e 40 anos impulsiona recorde « Mãe a mil

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s